Acupuntura | Terapias

Acupuntura na gravidez – é possível?

A Acupuntura durante a gravidez

O uso de medicamentos durante a gravidez é sempre motivo de insegurança, principalmente nos três primeiros meses da gestação, ainda por cima quando muitas substâncias podem levar a aborto espontâneo. A acupuntura pode ser extremamente benéfica durante esse período, como alternativa para aliviar eventuais desconfortos.
A acupuntura é uma técnica da medicina tradicional chinesa e consiste na estimulação das terminações nervosas do corpo por meio de finas agulhas que atravessam a camada superior da pele. Geralmente, as agulhas são aplicadas nas mãos, pés, orelhas e costas, com o objetivo de equilibrar a energia do organismo e, assim, induzir à cura ou à prevenção de doenças.

No que diz respeito à gravidez, a acupuntura vai ajudar a amenizar as dores e o inchaço nas pernas e ainda o incómodo nas costas, que podem ocorrer durante a gestação, devido ao excesso de peso da barriga. Após o parto, a acupuntura também vai ajudar, porque dá-se uma nova mudança, ainda mais abrupta em relação ao peso, e a coluna sente. Além disso, a mãe tem de carregar o bebé, sempre em crescimento…  Não podemos ainda esquecer que por vezes, há má postura na hora de amamentar, ou quando tem de pegar no bebé, nem sempre em posições corretas.

Há uma série de doenças que habitualmente carecem do uso de antibióticos e outros medicamentos, que podem ser tratadas com a acupuntura. A acupuntura pode ainda ser muito eficaz para auxiliar no combate aos enjoos e vómitos, tão típicos no início da gestação, e ajuda a encaixar o bebé para o parto normal. É possível tanto a estimulação como a diminuição das contracções uterinas que vão acertar a posição do bebê para o parto.

Existem diversos problemas emocionais, como a ansiedade ou a depressão, que podem ser atenuados pela acupuntura. De acordo com um estudo da Universidade Southern Medical, na China, o método é mais eficaz do que antidepressivos orais e produz menos efeitos colaterais durante o tratamento. A acupuntura e a eletroacupuntura têm um efeito terapêutico muito rápido e produzem uma melhoria notável em casos de transtorno obsessivo compulsivo ou em casos de ansiedade.

A mulher pode realizar sessões de acupuntura desde antes da fecundação até depois do parto. Antes da concepção, a prática pode melhorar a qualidade das células reprodutivas da mulher. Tal como a mulher, também o homem se pode submeter à acupuntura antes da concepção, para a melhoria das suas células reprodutivas. A acupuntura pode tornar as células reprodutivas do homem e da mulher mais saudáveis e fortes e, por esse motivo, facilitar a fecundação.

Apesar de os riscos serem pequenos, alguns cuidados devem ser tomados. A acupuntura tem que ser sempre realizada por um profissional qualificado, pois alguns pontos do corpo podem provocar contracções uterinas indesejadas, resultando em nascimento prematuro ou até mesmo em aborto. Outra coisa a ter em atenção é às agulhas. Para evitar contaminações, é importantíssimo que elas sejam novas e descartadas após o uso. No entanto, nos casos em que o paciente tem o seu próprio jogo de agulhas, o ideal é que estas sejam esterilizadas após cada aplicação.

Contacte a Sementes d’Amor, para marcar já a sua sessão de acupuntura. Esperamos por si.

Partilhar:

Deixe um comentário